The Helmet Catch (Giants Facebook)

The Helmet Catch

Eli recebe a taça do SB 42, jogo conhecido pelo milagre da Helmet Catch
Eli e uma de suas duas Taças. A primeira veio em jogo conhecido pelo milagre da Helmet catch. Uma zebra pra história.
(Giants Facebook)

O Início

Como primeiro post, nada mais justo do que falar sobre como foi o meu primeiro contato com a NFL. Início de 2008, último ano do colegial. Sim, estou velho, faça as contas. Já sabia o que era futebol americano, mas só por cima. O Futebol americano ainda me remetia àquele episódio do chaves.

O Primeiro SuperBowl

Tínhamos acabado de voltar a assinar TV a cabo naquele ano. Lembro de ter visto a propaganda do tal do superbowl e, como já estava vendo uma porção de séries americanas naquele período, resolvi falar com meu amigo do prédio pra chegar em casa e assistirmos a tal da partida. Não, não era nenhum desses dois que dividem as postagens do Flea Ficker comigo. Então lá vamos nós, New York Giants vs. New England Patriots.

Compramos uns salgadinhos e um refri (santa coquinha) e lá fomos nós. Que saco, quanta propaganda. Os narradores eram até que interessantes, Everaldo Marques e Paulo Antunes ainda não eram muito conhecidos por aqui, tampouco a NFL.

No meio de tanta informação, íamos tentando entender as regras. Lembro que a ESPN disponibilizava uma espécie de apostila com as principais regras, o que ajudou um tanto. 

No tal do time da nova Inglaterra tinha o cara que era marido (na época acho que ainda namorado) da Gisele Bündchen. “E daí?” você deve estar pensando. Pois pensei a mesma coisa (nem todos neste humilde site pensaram assim).

O outro time era um baita azarão. Havia chegado nos playoffs aos trancos e barrancos. O novo QB era irmão de uma lenda da liga. Tal de Eli (leia-se ELAI). Fui com a cara do time, daqueles sentimentos que mais se sente do que se explica. Todos gostam de um azarão, vem um pouco da nossa cultura do futebol, provavelmente.

Para falar bem a verdade, lembro pouco das jogadas da partida como um todo, até porque não entendia tão bem o que tava acontecendo por ali. Sei que no final a coisa estava apertada. 14 a 10 para o time do marido da Gisele.

Finalmente Entendi

Bom, agora a bola está com os Giants (e não parecem murchas, risos). Mais um copo de coca. 3rd & 5. O que? Sim, terceira tentativa para andar 5 jardas. Quanto mede cada jarda? Sei lá. Ok. Bola com o tal do Eli. Nossa, pegaram o cara. Vai ser “sacado”. Não, ele escapou! Como isso é possível? Lançamento sob marcação e….santo Deus! O cara pegou a bola (depois descobri que se chamava Tyree). Vem a câmera lenta e, meu Deus! Impossível. O cara pegou a bola segurando contra o capacete e ela não caiu no chão? Não pode ser! Mas era. Put a keep are you! 

David Tyree operando milagre – The Helmet Catch (Giants Facebook)

Emoção sem Fim

E agora? Ganhamos? Não, mas podemos continuar as jogadas, estamos perto do “gol” do adversário. Primeira jogada para 10 jardas. 39 segundos no relógio. Eli para Plaxico Buress (que pouco depois veio a atirar na própria perna).

Depois daquela recepção mágica, não tinha como dar errado. 17 a 14 para os gigantes de NY. Agora acabou, ganhamos?! Ainda não. Faltam 29 segundos no relógio. Bola com o tal do “melhor jogador da liga”. Primeira tentativa, nada. Gaffney nem passou perto. Segunda tentativa, Brady come grama. Lindo sack de Alford.

Helmet Catch game - brady sacked 5 times
Michael Strahan comemorando um dos 5 sacks da defesa dos Giants no Super Bowl 42 (Giants Facebook)

Terceira tentativa. HAIL MARY (ao ver a jogada logo podemos entender o porquê do nome). NADA FEITO! Agora sim, pensei. ERRADO de novo. Meu deus, uma quarta tentativa, quanta regra idiota. Felizmente nem na quarta funcionou, Tom. A primeira e única derrota do time naquela temporada.

E aqui estou

Era o ano da jogada do capacete. Por qual motivo acreditam que o ADM escolheu o capacete como logo da página? A melhor jogada a história, alguns diriam. Se nem a melhor jogada da história daquele jogo que eu havia acabado de conhecer me pegasse, nada iria. Pois pegou, e cá estamos. Se tiver um tempinho, dê uma assistida no proprio youtube, ainda arrepia. No dia seguinte, na aula, só conseguia falar sobre isso, até com quem não entendia (e ainda pouco entende) sobre o esporte. 

Espero que tenha aproveitado a leitura e, agora que somos íntimos, nos conte aí seu início de jornada da NFL. Bem-vindo ao Flea Flicker.

Deixe uma resposta